A Função da Dor Emocional no Nosso Psiquismo

Desde que nascemos somos condicionados a não enfrentar a dor!

Biológica e culturalmente a dor é evitada, sendo tratada como algo negativo e prejudicial.

Mas, e se pararmos para nos perguntar qual a função da dor? O que ela tem a nos mostrar e ensinar?

Psicologicamente, a dor emocional é o sinal que algo está sendo tão estressor que necessita ser mudado.

Essa é uma das dores mais difíceis para o ser humano, porque ela não se localiza neste ou naquele órgão, mas no corpo todo.

Neurologicamente, a dor emocional, seja de um rompimento amoroso, uma morte na família, ou mesmo de uma decepção, pode ser localizada anatomicamente no nosso cérebro, em uma área conhecida como córtex cingulado anterior, da mesma forma que outros tipos de dor. A  neuroimagem tornou possível comprovar aquilo que já sabíamos por experiência própria: a dor psicológica dói tanto quanto a dor física.

Mas qual é a função da dor emocional, e o que podemos fazer com ela?

Evitá-la é algo impossível, já que estamos imersos em um mundo de muitas experiências onde somos levados a exaustão mental, stress e tristeza, ou seja, somos provados todo o tempo.

Baseado na visão terapêutica, podemos enxergar essa dor com aceitação. Não se esforçando imediatamente para eliminá-la, através de medicamentos ou “vícios” que camuflem o sentir. Fumar, beber, trabalhar demais, com o objetivo de não sentir a dor, só contribuem para o vazio emocional, porque ela permanece ali.

Olhar para essa dor e perguntar-se: o que ela quer me dizer? O que está errado?  O que preciso mudar? Onde estão as causas? Esse é um início de caminho na direção da cura. Se a dor emocional provém de uma situação específica, como um término amoroso, por exemplo, vale perguntar se algo me levou a isso, (por exemplo uma expectativa exagerada em relação ao outro), e observar em que outras relações eu repito esse padrão de comportamento.

Muitas vezes a dor é sem motivo aparente, uma angústia difusa, uma tristeza inexplicável. Entrar em contato com essas emoções ao invés de simplesmente fugir e buscar a sua origem, são as atitudes necessárias, porque a dor funciona como um alerta que o psiquismo está mal, está doente. A dor também é uma proteção.

Muitas vezes precisamos da ajuda de alguém, um psicólogo, para conseguir entrar em contato com a dor e fazê-la ser ouvida. As vezes não somos capazes de trilhar esse caminho sozinhos, e buscar ajuda é essencial. Porque por mais que a dor deva ser considerada, ninguém merece viver com ela além do necessário para aprender a lição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *