Quem somos?

 

O Projeto Sakura é uma empresa japonesa de prestação de serviços psicológicos e orientação para a melhor qualidade de vida dos brasileiros e latinos residentes no Japão e retornados ao Brasil.

A sede da empresa fica na Província de Gunma, na cidade de Oizumi, fica em média a uma hora de Maebashi, capital da província.

Nosso objetivo é oportunizar estudo e a possibilidade de construir uma vida profissional no Japão. Uma imersão na Cultura, Educação e Vida naquele país. Possuímos conhecimento técnico e vivencial para orientar e apoiar os estudantes em todo o processo preparatório e inicial no Japão.

Como o Projeto Sakura conseguiu possibilitar esta oportunidade e parceria?

 

A psicóloga Carla C. B. A. Barros, idealizadora, fundadora e coordenadora do Projeto Sakura, atua no Japão desde 2011 e sempre defendeu a ideia de que ao se prepararem para morar no Japão, os brasileiros deveriam passar por um treinamento sobre aspectos culturais básicos, os quais auxiliarão a melhor adaptação ao país.

Quando ela soube desta oportunidade de brasileiros não descendentes estudarem e construir uma carreira profissional no Japão, reviveu a sua experiência.

Intercambista, não descendente, teve a oportunidade de construir uma vida profissional no Japão, conhecer a cultura, levar sua família e mudar a sua história profissional, pessoal e financeira.

Uma história que deu certo, assim como muitas que virão a partir do seu intermédio e das instituições de ensino envolvidas neste projeto.

Por que levar brasileiros para o Japão?

 

Há muitos anos o Japão tem demonstrado preocupação e buscado medidas de facilitar e ida de estrangeiros com o objetivo de suprir a falta de mão de obra qualificada e também de construir sua vida familiar no país.

Um país em que a população idosa cresce ano a ano, necessita de pessoas em idade produtiva, com objetivos futuros que poderão ser realizados a partir desta oportunidade, concedida pela legislação japonesa, mediante a concessão de visto de estudante e posteriormente após a qualificação profissional o visto de trabalho.

Os brasileiros têm no seu perfil diversos aspectos que são bem vindos ao mercado de trabalho japonês, ressaltando o fato de que este projeto prevê o aprendizado da língua japonesa como ponto de partida, a possibilidade de uma adaptação mais adequada e de atender a necessidade do Japão em relação a profissionais qualificados e inserção no mercado de trabalho.

Como é ser estudante no Japão?

 

Nesta modalidade de visto, é previsto pela legislação japonesa o estudo com uma carga horária que permita ao estudante trabalhar até 28 horas semanais, o qual possibilita manter-se financeiramente, estudos e despesas pessoais.

Poderão existir possibilidades de trabalhos de acordo com a formação profissional do estudante no Brasil (verificado no Japão de acordo com as ofertas de trabalho aos estudantes), ou após o início do curso profissionalizante após a conclusão do curso de língua japonesa.

Os estudantes que realizarem trabalho voluntário de uma hora por dia, poderá ter até três meses de aluguel do alojamento gratuito na sua chegada ao Japão.

O estudante poderá residir em alojamentos da Instituição de Ensino, nas proximidades. Terão disponíveis para seu uso bicicletas para facilitar seu deslocamento. É previsto que com o trabalho realizado nas 28 horas semanais, seja possível o mesmo pagar todas as suas despesas de estudo e vida cotidiana no Japão.

O estudante poderá estudar no período da manhã ou a tarde, ambos de segunda a sexta-feira, dedicando o turno contrário ao trabalho.

Quando iniciam-se as aulas?

 

A Nippon Academy disponibiliza apenas 4 datas para ingresso:

 

 Janeiro 

Início das aulas no início do mês, chegada ao Japão nos primeiros dias de janeiro.

 Abril 

Início das aulas no início do mês, chegada ao Japão nos primeiros dias de abril.

 Julho 

Início das aulas no início do mês, chegada ao Japão nos primeiros dias de julho.

 Outubro 

Início das aulas no início do mês, chegada ao Japão nos primeiros dias de outubro.

Quando devo começar a me organizar e preparar meus documentos?

 

O processo de preparação dos documentos deverá ser iniciado com antecedência, preferencialmente 5 ou 4 meses antes.

Alguns Benefícios

 

  • Diploma válido internacionalmente;
  • Após o curso de língua japonesa concluído (de 6 meses a 2 anos) o aluno poderá optar por dar continuidade numa formação profissional no Japão, ou iniciar uma carreira no Brasil ou em outro país;
  • Potencial para ser contratado por empresa japonesa e com isto obter o visto de trabalho, o qual possibilita levar a família ao Japão.

Quais os investimentos necessários?

 

  • Taxa da Assessoria do Projeto Sakura;
  • Taxa de tradução de todos os documentos;
  • Curso inicial de Japonês de 150 horas (caso não tenha) a ser concluído até um mês antes da viagem;
  • Matrícula e material didático (pagamento único, diretamente à instituição de ensino);
  • Primeira semestralidade (pagamento único, diretamente à instituição de ensino);
  • Providenciar toda a documentação pessoal e do fiador de acordo com as exigências da Instituição de Ensino e da Imigração Japonesa;
  • Antes da entrega dos documentos o candidato passará por entrevista com o responsável da Instituição de ensino, via videoconferência para verificar o seu perfil.

Requisitos:

 

  • Ensino Médio Concluído;
  • Possuir fiador no Brasil ou no Japão;
  • Curso de língua japonesa de 150 horas comprovadas, ou N5 de Proficiência em Japonês, ou comprovante de estudo em escola japonesa regular.

Documentação

 

Após contato com nossa equipe, serão enviados ao seu e-mail todos os dados e documentos necessários ao candidato e ao fiador. Assim como as fichas a serem preenchidas e explicações detalhadas sobre todas as etapas.

Dúvidas comuns:

 

1. Vou fazer 18 anos em julho, posso participar?
Sim poderão participar pessoas que tenham o ensino médio completo. No seu caso precisará da autorização dos seus pais para viagem internacional.

2. Posso levar meus filhos?
Somente após alterar seu visto para visto de trabalho será permitido levar dependentes.

3. Posso interromper o curso antes do final do primeiro semestre?
Caso interrompa o curso antes do término do primeiro semestre não haverá devolução do investimento inicial e precisará retornar ao Brasil, pois não justifica sua permanência no Japão com visto de estudante.

4. Tenho conhecimento da língua japonesa, mas não fiz curso, posso participar?
Pode participar porém será necessária a comprovação de 150 horas de estudo de japonês, com declaração de escola, empresa habilitada ou comprovante de ter estudado em escola japonesa no Japão.

5. Se não tiver Fiador familiar, como posso fazer?
A necessidade do fiador familiar é uma das solicitações da imigração japonesa, porém ele pode residir no Brasil ou no Japão.

6. Após o curso, posso ficar no Japão para trabalhar por mais quantos anos?
O objetivo é que o estudante se profissionalize no Japão ou atue profissionalmente com a profissão que já possui. Desta maneira poderá ser contratado por empresa japonesa e ter seu visto de trabalho, podendo então levar sua família.

7. Posso trancar a matrícula durante o curso?
Existe esta possibilidade, mediante análise do motivo e autorização da instituição de ensino.

8. Tenho filho de colo, posso levar?
Somente após alterar seu visto para visto de trabalho será permitido quaisquer dependentes.

9. Terá um teste para conhecer o nível de conhecimento da língua japonesa dos candidatos?
Poderá ser feita uma entrevista com o responsável pela Instituição de ensino, via videoconferência, para verificar os conhecimentos básicos de Japonês.

10. O curso pode ser concluído em menor tempo?
Sim, depende do rendimento escolar de cada aluno, no mínimo 6 meses até 2 anos.

11. Se eu tiver o visto, como ficará os custos e os procedimentos?
O pagamento da primeira semestralidade do curso, matrícula e materiais deverá ser realizado após a emissão do certificado de elegibilidade, previsão para ser efetivado aproximadamente um mês antes da viagem ao Japão.

12. Quais os tipos de apoio que será oferecido aos alunos?
Assistência a vida no Japão, documentação e seguro saúde, Indicação a vagas de trabalho.

13. Durante o curso eu posso ir ao Brasil?Existem períodos de férias escolares, durante estes o aluno poderá viajar ao Brasil desde que antecipadamente cumpra com todas as suas obrigações acadêmicas e financeiras.

Quero me candidatar:

Inscreva-se abaixo para receber o contato direto da nossa equipe, tiraremos todas as suas dúvidas e iniciaremos todo processo assim que você desejar.

Realização