A diferença entre Depressão e Tristeza

É comum as pessoas confundirem momentos de tristeza com depressão, existem momentos na vida que nos entristecemos, diante de uma morte, um acidente, o término de um relacionamento e tantos outros. A diferença entre depressão e tristeza é que a tristeza é passageira, a depressão permanece e muitas vezes sem motivo aparente.

A depressão é uma doença que pode se manifestar em qualquer pessoa, em qualquer idade, inclusive em crianças e adolescentes. Interfere na rotina causando dor e sofrimento para a pessoa e também aos membros da família, podendo mudar a forma de se relacionar trazendo conflitos e dificuldades no convívio.

É uma doença que afeta como se sente e o que pensa sobre si mesma e a respeito de sua vida. Em situações mais graves a doença pode impedir a pessoa de trabalhar, levar ao isolamento e pensamentos de morte.

É frequente a pessoa com depressão ser tratada de forma preconceituosa pelos familiares ou no local de trabalho, algumas pessoas pensam que é preguiçosa ou irresponsável em função de suas dificuldades. É importante pesquisar sobre o assunto, conversar com pessoas que já passaram por isto, buscando entender e identificar os sintomas.

Na causa da depressão existe uma combinação de fatores genéticos, psicológicos e ambientais. Entre eles: baixa autoestima, veem a si mesmas e o mundo com pessimismo, são facilmente sobrecarregadas pelo estresse, uma perda grave, doenças crônicas, deficiências nutricionais, distúrbios hormonais, dificuldades de relacionamento, problemas financeiros ou qualquer mudança brusca ou indesejada na rotina de vida.

Sofrer de depressão não é um sinal de fraqueza, nem algo que pode ser controlado pela pessoa, os sintomas da depressão, se não forem tratados podem permanecer por semanas, meses, anos ou até o fim da vida.

A recomendação é que o tratamento aconteça principalmente por meio de tratamento psicológico e médico psiquiatra. Existem atividades que associadas ao tratamento auxiliam na melhora e na qualidade de vida, como atividades físicas, grupos de apoio, espiritualidade e alimentação equilibrada.

Os sintomas da depressão podem incluir falta de apetite e perda de peso ou aumento de apetite com ganho de peso; insônia ou sono em excesso; mudanças nas atividades e comportamentos rotineiros; perda do interesse ou do prazer em atividades que eram prazerosas, inclusive sexual; cansaço excessivo, fadiga; perda de concentração, de atenção; irritabilidade ou raiva excessiva; queda acentuada no rendimento do trabalho e estudos; isolamento social; crises constantes de choro; visão pessimista do futuro, lamentos por eventos do passado; sensações de inutilidade, desvalorização, autoacusação, culpas em relação a si mesmo e ideias de suicídio ou morte.

Reconhecer a doença é um primeiro passo para a busca de um tratamento correto e sua superação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *