Como aprendemos a lidar com nossas emoções e sentimentos?

As emoções estão presentes no cotidiano de todos, seja de maneira positiva ou negativa. No senso comum quando uma pessoa sente algo, acaba expressando da maneira que acredita ser a correta, seja qual for a emoção, pois cada pessoa entende de maneira subjetiva e diferente. Será que existe diferença entre emoção e sentimento? Sim, enquanto o sentimento é voltado para o interior, a emoção é a forma pela qual essa sensação é externalizada, então podemos dizer que demonstrar emoções é sinal de ter sentimentos. As pessoas conseguem controlar o que sentem? É fundamental sabermos controlar o que sentimos. Trata-se de uma maneira de se autoconhecer e entender o que se passa dentro de si mesmo e também nos diferentes contextos do dia a dia. Porém, nem sempre as sentimos ou expressamos da maneira correta.

A partir disso, qual a importância das crianças entenderem o que sentem? É possível controlar o que se sente? É possível ensinar as crianças identificarem seus sentimentos?

O desenvolvimento emocional da criança é um processo sistemático, onde as emoções complexas se desenvolvem a partir das mais simples. Sendo assim, uma pessoa emocionalmente educada é capaz de lidar com as emoções de modo a desenvolver suas habilidades sociais e a criar maior qualidade de vida. Para a psicologia entendemos que, a Educação Emocional amplia os relacionamentos, cria possibilidades de afeto entre pessoas, torna possível o trabalho cooperativo e melhora a comunicação, facilitando o sentido de comunidade.

Aprender a lidar com as emoções de forma saudável desde a infância é primordial para o desenvolvimento do indivíduo. Fator que auxilia na capacidade da pessoa de viver em harmonia consigo mesmo e em sociedade. Esta Educação Emocional pode ser aprimorada utilizando a Regulação Emocional, definida como a capacidade do ser humano de identificar suas emoções de acordo com diversas circunstâncias, pensando de forma construtiva as diferentes respostas emocionais, incluindo os sentimentos, os comportamentos e as respostas fisiológicas associadas às emoções.  Ou seja, é a resposta que a pessoa dá a acontecimentos internos e externos, que também está relacionado à resiliência da pessoa.

E qual a função prática de ensinar uma criança a lidar com as emoções? Ensinar a criança a criar um repertório de comportamentos para responder de maneira adequada e saudável às diversas situações que possam acontecer em diferentes ambientes (social, escolar e familiar).

Os benefícios a partir da regulação emocional podem ser observados em todas as áreas da vida de uma criança. Tornando-se capazes de regular suas emoções, prestam mais atenção e conseguem um melhor desempenho escolar. Demonstram serem capazes de resolver os conflitos com seus pares de maneira assertiva e mostram níveis mais baixos de estresse. Sendo também mais comportados, e mais solidária para com os outros. Quando ajudamos as crianças a aprenderem a lidar com suas emoções de maneira assertiva, estamos fazendo muito mais do que ajudá-los a controlar seu temperamento. Sim, precisamos ensiná-los – e insistir – que se eles querem falar com a gente sobre um problema eles devem falar conosco calmamente. Mas a regulação da emoção é muito mais do que a gerência da raiva.

Acompanhe nossos próximos textos para saber mais sobre como realizar isto no dia a dia.

Informe seu e-mail abaixo para entrar para nossa lista de assinantes e receber novidades e conteúdos exclusivos do Projeto Sakura!

Assine para receber novidades. Respeitamos sua privacidade e também somos contra qualquer prática de Spam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *